Conferência de imprensa do acordo NOS x SL Benfica

0

Os pormenores do acordo NOS x SLBenfica foram dados a conhecer numa conferência de imprensa promovida pela NOS e pelo Benfica ontem, dia 10, em pleno relvado do Estádio da Luz, onde toda a estrutura diretiva do Benfica e jogadores da equipa de futebol marcaram presença.  

Depois dos discursos de cada um dos responsáveis das instiuições que selaram o acordo, houve lugar a perguntas dos vários jornalistas presentes e a primeira foi onde vão passar os jogos do Benfica? Não se sabe.

Embora tenha admitido que o cenário Sport TV é possível, o diretor executivo da NOS, Miguel de Almeida, não revelou (ainda) o destino dos jogos da equipa principal do Benfica. O que foi revelado é que a BTV passará a ser gratuita e disponível para outras operadoras. A propriedade e os custos de produção do canal continuarão a cargo do clube da Luz. O diretor executivo da NOS referiu ainda que há a intenção de “estabelecer acordos similares com os restantes clube onde se incluem o FC Porto e Sporting”.

Por sua vez Luís Filipe Vieira esclareceu: “Será a NOS a decidir em que canal vão passar os jogos do Benfica. Qualquer que seja a decisão, a NOS irá tratar o Benfica com a mesma isenção e profissionalismo que a Benfica TV teve nestes últimos três anos.”

Sobre o acordo e como foi avançado no comunicado à CMVM a 2 de dezembro, a parceria prevê uma ligação de dez anos, no valor de 400 milhões de euros, o que significa os tais 40 milhões/ano. Para a época 2016/17 está previsto o pagamento de 36 milhões de euros: 75% pelos direitos de transmissão e 25% pela Benfica TV. O acordo será progressivo.

“Quatrocentos milhões de euros é muito dinheiro em qualquer parte do mundo”, disse o presidente do Benfica. Questionado se, após este salto significativo, não será arriscado estar ligado a uma marca durante dez anos, o presidente do Benfica deu o exemplo do acordo com a Sagres. “Talvez por ter os pés no chão e achar que uma verba de dez anos era muito importante para o Benfica… O tempo veio dar-me razão”, disse, referindo o facto de FC Porto e Sporting jogarem atualmente sem patrocínio nas camisolas.

©starsonline®

{igallery id=9473|cid=4352|pid=78|type=category|children=0|addlinks=0|tags=|limit=0}

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA