Apresentação do Funchal Music Fest 2012

0

Os portugueses GNR (Grupo Novo Rock) e os Klepht, são, para já, os únicos artistas confirmados pela organização do Funchal Music Fest 2012 (FMF), na apresentação deste evento, que decorreu nesta tarde de sexta-feira, num hotel da cidade.
O empresário Duarte Costa, um dos promotores da iniciativa, começou por destacar a ambição de projetar este festival, não só a nível nacional, mas também a nível internacional.
Adiantando que o formato da segunda edição será muito semelhante ao do ano passado, explicou que o FMF voltará a realizar-se em três dias (17, 18 e 19 de Agosto), com três concertos em cada dia e um cabeça de cartaz em destaque.
A «solução» do Kit Fã também será mantida, um produto que conta com a colaboração da Associação Comercial e Industrial do Funchal, num projeto que voltará a privilegiar a sustentabilidade ambiental.
A vertente solidária será uma marca deste festival, que reverterá parte das receitas de bilheteira para os projectos da Fundação do Gil na Madeira. Um compromisso que ficou firmado com a assinatura de um protocolo entre esta fundação e a organização do FMF, nesta mesma apresentação do festival.
Margarida Pinto Correia, presidente da Fundação do Gil, frisou que, no âmbito deste acordo, irão fazer um “report” de três em três meses, informando a forma como serão aplicados os fundos angariados neste festival de música. A dirigente aproveitou ainda a ocasião para nomear Duarte Costa «embaixador da Fundação do Gil».
Presente também na conferência de imprensa esteve Rui Reininho, vocalista dos GNR, que enalteceu a vertente solidária deste projeto, que, conforme gracejou, o faria regressar à Madeira para actuar, «nem que fosse a nado». O encanto que sente pela ilha motivou ainda o cantor a desvendar que gostaria de «gravar este concerto [do dia 17] e fazer um “Ao Vivo”».
Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal do Funchal, entidade que volta a apoiar o FMF, enalteceu o «sentido de risco» que Duarte Costa manifestou quando o conheceu, e que confirmou quando lhe apresentou o projecto, há dois anos.
Lembrando que esta iniciativa integra as comemorações do Dia da Cidade do Funchal, Miguel Albuquerque elogiou ainda «os fins solidários e ecológicos do projeto, e o enquadramento paisagístico no Parque de Santa Catarina», considerando que faltava ao Funchal «um grande festival de música moderna e de rock».

{igallery id=9162|cid=78|pid=5|type=category|children=0|showmenu=0|tags=|limit=0}

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA